sexta-feira, 21 de maio de 2010

Paulo Eduardo Carvalho

                    Paulo Eduardo Carvalho, homem do teatro, tradutor, encenador, foi meu professor na FLUP. Era um homem que respirava literatura, apaixonado pela palavra e pelo gesto. A melhor forma de ilustrar o vazio que o seu desaparecimento deixa em mim é listar o que li com ele: The Birthday Party, de Harold Pinter; Waiting for Godot, de Samuel Beckett; Translations, de Brian Friel; Cloud Nine, de Caryl Churchill; várias peças de William Shakespeare entre outros textos fascinantes.

Sem comentários:

Publicar um comentário